Porque a maioria das pessoas mente?

Muitas vezes, as pessoas acham que são transparentes, mas, no fundo, elas têm uma série de preocupações neuróticas que asfixiam a sua liberdade e espontaneidade. Um exemplo disso é a preocupação excessiva com o que os outros falam e pensam de sua pessoa, o desejo desmedido de estar sempre com a razão e de ser o centro das atenções.

Essas neuroses acabam levando o ser humano a ser dis- simulado, como eu abordo no livro Prisioneiros da Mente. No fundo, somos prisioneiros das nossas preocupações neuróticas. Devemos aprender a ter uma mente livre, porque só uma mente livre é verdadeiramente saudável.

Mentes ansiosas e com baixo limiar para suportar frus- trações se multiplicam como um vírus na Era Digital. Estes são tempos sombrios no planeta Terra – e mais ainda para o “planeta cérebro”. A insegurança e a ansiedade diante do que

o futuro reserva geram sofrimento e fazem parte da rotina do ser humano mentalmente hiperestimulado.

Portanto, é urgente que tratemos a nossa mente como prioridade. Não podemos nos preocupar tanto com o mundo em que estamos esquecendo o mundo que somos.

Tem sido cada vez mais difícil encontrar indivíduos que tenham um caso de amor com sua própria saúde, por exemplo. Emocionalmente falando, o estresse pode nos levar à irrita- bilidade, ao sentimento de solidão, isolamento, ao choro fácil e, por fim, à depressão.

Para ter qualidade de vida, precisamos aprender a filtrar estímulos estressantes, gerenciar nossa mente e trabalhar as perdas e frustrações que acontecem em nossa vida.

E, além de outras técnicas, devemos aprender a não ser agiotas da emoção, ou seja, precisamos tomar cuidado para não nos doar e cobrar excessivamente dos outros e de nós mesmos. Quem cobra demais de si aumenta os níveis de exigência para ser feliz, realizado e se sentir relaxado.

Os maiores fantasmas que sabotam sua qualidade de vida estão dentro de você: tudo aquilo em que você crê o controla. Duvide de suas crenças perturbadoras, duvide que não consiga superar seus desafios, duvide dos pensamentos negativos que atormentam sua paz. Critique os pensamentos pessimistas, a preocupação excessiva e o pensamento antecipatório que de nada valem, somente aumentam o sofrimento.

Determine acreditar em você e a viver melhor, a conquistar a sua tranquilidade, a ser o líder de si mesmo. Estabeleça ser livre para desenvolver a sua qualidade de vida e seja o autor da sua própria história. Enriqueça sua vida com paz e tranquilidade e determine-se a ser livre do estresse. Faça esse treino, dizendo para você mesmo, e perceba que, aos poucos, este quadro será mudado. Decida cuidar da sua emoção e comece a escrever um belo roteiro para sua peça no teatro da existência.

Dica do mês

Título: Prisioneiros da Mente Autor: Augusto Cury
Editora: HarperCollins
Preço: R$ 27,90

*Preços pesquisados em dezembro de 2019

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )